quarta-feira, 15 de maio de 2013


CONTAGEM DE CARBOIDRATOS

A educação em diabetes é muito importante para o tratamento. Não só o paciente precisa ser educado, mas também seus familiares e as pessoas que convivem com ele. Assim, o paciente pode ter o auxílio e o suporte necessários para um bom tratamento e tomar as decisões mais adequadas com base em conhecimento.

contagem de carboidratos se mostra muito benéfica para quem tem diabetes. Os carboidratos têm o maior efeito direto nos níveis de glicose, e esse instrumento permite mais variabilidade e flexibilidade na alimentação, principalmente para quem usa insulina, pois a dose irá variar conforme a quantidade de carboidratos. Isso acaba com a rigidez no tratamento de antigamente, quando as doses de insulina eram fixas, e a alimentação também devia ser.

A seguir alguns cuidados necessário na alimentação do Diabético, porém é muito importante o paciente agendar uma consulta com um nutricionista para receber as orientações individuais e específicas de cada caso.

1) Retirar totalmente o açúcar, mel, açúcar mascavo, açúcar cristal, açúcar orgânico e todas as preparações que vão esses ingredientes (doces e sobremesas).
2) Não misturar e nem repetir os carboidratos na mesma refeição. Ex: arroz, batata, mandioca, mandioquinha, macarrão, pão, aveia, granola.
3) Prefira o carboidrato integral. Ex: pão integral, macarrão integral, bolo integral, aveia, granola. A fibra presente nesse alimento ajuda a liberar o açúcar no sangue aos poucos e controlar a sobra de açúcar no sangue.
4) Consumir em torno de 3 frutas por dia, mas deve ser fracionado, ou seja, uma de cada vez a cada 3 horas. De preferência, consuma a casca junto.
5) Não  tomar suco de frutas concentrados. Somente 1 fruta por copo.
6) Os vegetais são importantíssimo na alimentação. As folhas podem ser consumidas à vontade.
7) É preciso entender a diferença entre light e diet. Uma alimento classificado como light diz que esse alimento tem redução de pelo menos 25 % de um dos componentes. O diet devem ser 100% isentos de pelo menos um dos ingredientes de sua composição original, como o açúcar. No caso dos Diabéticos o termo correto é o diet. Se for comprar algum alimento light precisa conferir nos ingredientes descritos no rótulo, se na composição tem açúcar ou não. Produtos diet não é a garantia de controle do diabetes. Nem todos os alimentos diet são isentos de açucar e ainda podem apresentar quantidade elevada de gordura e sódio
8) Os doces diet são boas opções para saciar a vontade de doces. Mas cuidado com a quantidade.
9) Não abuse das quantidades de adoçante. A recomendação é de 3 a 5 gotas por copo ou 1 sachê por copo. Dê preferência para os adoçantes naturais.
10) Batata Yacon - Inclua no cardápio e controle a glicemia.
11) Abuse de ervas aromáticas, de cebola e de alho para substituir o sal e dar sabor aos pratos.
12) Use o mínimo possível de óleo para o preparo dos alimentos.
13) Regra de ouro: faça 5 ou 6 refeições ao dia, de preferência nos mesmos horários.
14) Retire toda a gordura visível da carne, inclusive a pele de frango.
15) Azeite e peixes gordos, como sardinha, atum e salmão, são ricos em ômegas 3, que, acredita-se, colabora para o equilíbrio da glicose no sangue.

A regra básica é moderação, sempre!

A quantidade dos alimentos também será um fator fundamental para deixar o nível de açúcar no sangue controlado. Mas essa quantidade é individualizada. Para saber isso é necessário passar por uma avaliação nutricional individualizada.

LEMBRANDO SEMPRE:

O TRATAMENTO DO DIABETES É INDIVIDUALIZADO.
CONSULTE UM ENDOCRINOLOGISTA REGULARMENTE.

FALE CONOSCO

Envie sua mensagem, sua sugestão ou crítica.
Caso queira envia a sua história teremos o maior prazer em publicá-la.

E-mail para contato
: jjj.gusmao@terra.com.br