terça-feira, 28 de maio de 2013




ÍNDICE GLICÊMICO


Pessoas que apresentam algum tipo de alteração nas concentrações de açúcar no sangue devem ficar atentas ao Índice Glicêmico dos alimentos.

O Índice Glicêmico (IG) de um alimento pode ser definido como a capacidade e velocidade de um determinado alimento aumentar os níveis de açúcar no sangue. Quando um alimento possui um alto IG, significa que nosso organismo terá que liberar uma quantidade de insulina grande para conseguir normalizar os níveis de glicose.

Pessoas que apresentam deficiência nesta liberação de insulina, como ocorre com diabéticos, devem evitar alimentos de alto IG, assim como devem evitar carboidratos refinados e dar preferência aos integrais, pois estes são lentamente digeridos e, portanto apresentam um IG mais baixo.

Os alimentos estão divididos em três categorias de índice glicêmico. São considerados alimentos com Alto Índice Glicêmico os que apresentam valores acima de 100.

BAIXO ÍNDICE (ATÉ 59) ÍNDICE MODERADO (60 A 85)ALTO ÍNDICE (85 OU MAIS)
 Maçã (52)Pêssego fresco (60)Bolo (87)
 Pêra (54)Suco de abacaxi (74)Glicose (138)
 Damasco seco (44)Pipoca (79)Batata frita (107)
 Ervilha seca (56)Arroz branco (81)Mel (104)
 Nozes (21)Pão de centeio (71)Melancia (103)
 Soja (23)Laranja (62)Pão branco (100)
 Ameixa (55)Banana (83)Milho (98)
 Cereja (32)Ervilhas verdes (68)Sacarose (87)
 Leite de soja (43)Feijões cozidos (69)Biscoitos (90)
 Leite desnatado (46)Pêssego enlatado (67)Fubá (98)
 Lentilha (38)
 Sopa de tomate (54)
Aveia (78)Beterraba (91)
 Leite integral (39)Suco de laranja (74)Mandioca (115)
 Grão de cevada (49)Uvas (66)Trigo branco (101)
 Soja (23) Suco de abacaxi (66)Batata cozida no vapor(93)
 Iogurte light (20)inhame (73)Cookies (90)
 Frutose (32)
Cenoura (70)Farinha integral (99)
Macarrão (64)Corn flakes (119)
All Bran (60)Pão de hambúrgue (87)
Sorvete light (71)Farinha de trigo (99)

Referência: índice glicêmico em relação à glicose = 100.
Fonte: Adaptação FAO/WHO, 1998.

O tipo de alimento e a quantidade consumida é o que determina o quanto e quão rápido a glicemia se elevará. É importante que o paciente entenda que a dieta deve ser personalizada, de acordo com as características individuais (sexo, idade, estado nutricional) e também pelo tipo de diabetes. Além disso, o acompanhamento nutricional deve ser periódico.

FALE CONOSCO

 

Envie sua mensagem, sua sugestão ou crítica.
Caso queira envia a sua história teremos o maior prazer em publicá-la.

E-mail para contato
:jjj.gusmao@terra.com.br